Monday, October 21, 2013

Sob a Redoma, por Stephen King


Sinopse

Em um dia como outro qualquer em Chester’s Mill, no Maine, a pequena cidade é subitamente isolada do resto do mundo por um campo de força invisível. Aviões explodem quando tentam atravessá-lo e pessoas trabalhando em cidades vizinhas são separadas de suas famílias. Ninguém consegue entender o que é esta barreira, de onde ela veio e quando — ou se — ela irá desaparecer.
Os moradores de Chester’s Mill percebem que terão de lutar por sua sobrevivência. Pessoas morrem, aparelhos eletrônicos entram em pane ao se aproximar da redoma e a situação fica ainda mais grave quando a cidade se vê exposta às graves consequências ecológicas da barreira. Para piorar a situação, James “Big Jim” Rennie, político dissimulado e um dos três membros do conselho executivo da cidade, usa a redoma como um meio de dominar a cidade.
Enquanto isso, o veterano da guerra do Iraque, Dale Barbara, é reincorporado ao serviço militar e promovido à posição de coronel. Big Jim, insatisfeito com a perda de autoridade que tal manobra poderia significar, encoraja um sentimento local de pânico para aumentar seu poder de influência. O veterano se une a um grupo de moradores para manter a situação sob controle e impedir que o caos se instaure. Junto a ele estão a proprietária do jornal local, uma enfermeira, uma vereadora e três crianças destemidas.
No entanto, Big Jim está disposto até a matar para continuar no poder, apoiado por seu filho, que guarda a sete chaves um segredo. Mas os efeitos da redoma e das manobras políticas de Jim Rennie não são as únicas preocupações dos habitantes. O isolamento expõe os medos e as ambições de cada um, até os sentimentos mais reprimidos. Assim, enquanto correm contra o pouco tempo que têm para descobrir a origem da redoma e uma forma de desfazê-la, ainda terão de combater a crueldade humana em sua forma mais primitiva.


     "Sob a Redoma" é um livro tão vigoroso e concreto que acabou por prender-me desde a sinopse, que de cara aborda um tema bem interessante: A pequena cidade do interior, Chester´s Mill, fora cercada por uma redoma da qual ninguém conhece e nem ouviu falar. Com o tempo, os habitantes da cidade percebem que terão de lutar pela sua sobrevivência dentro da redoma, uma vez que esta é permeável apenas por uma porção bem pequena de ar, e nada mais. Acidentes ocorrem, e muitos morrem. A redoma tem origem desconhecida, e atingiu animais, pássaros e pessoas que cruzavam a fronteira da cidade no momento em que caiu, e tornou-se ainda mais assustadora quando provocou acidentes aéreos e matou os que se aproximaram desta portando aparelhos eletrônicos.
     Durante esta crise, Big Jim Rennie, o segundo vereador da cidade, tenta estabelecer uma ditadura, controlando  a população. O medo aumenta quando percebem que, presos a redoma, seus recursos são limitados, como energia elétrica, saneamento, gás e comida. Fatores ambientais também vão se agravando com o decorrer dos dias: o ar torna-se bem poluído, e não há chuva. Dale Barbara, veterano da guerra do Iraque, é nomeado como coronel na cidade durante essa crise, e com a ajuda de Julia Shumway, editora do jornal da cidade, e outros importantes personagens, tentam descobrir a origem da redoma e como combatê-la, ao mesmo tempo que lutam contra os planos de Big Jim, que está disposto a tudo, até matar, para manter-se no controle.
     "Sob a Redoma" recordou-me do livro "Senhor dos mosquitos" (Lord of the Flies), que também retrata a espécie humana submetida a uma situação em que seus instintos falam mais alto quando o assunto é sobrevivência e poder, exposta ao seu mais íntimo ser.
     O livro possui 951 páginas de pura tensão e mistério, que prendem o leitor do início ao fim, fazendo-o refletir sobre o que a humanidade vem se tornando, e como somos frágeis. 
     Indico "Sob a Redoma" a um público mais maduro. A história também conta com uma adaptação para a TV, a série "Under the Dome", em inglês.

Trechos: " As ideias são como micróbios de resfriado: mais cedo ou mais tarde, alguém pega."
" Toda cidade tem as suas formigas, o que é bom, e os seus gafanhotos, que não são tão bons, mas nós podemos conviver com eles porque os entendemos e podemos obrigar que façam o que é melhor pra eles, mesmo que seja preciso apertar um pouco."
" Alguns homens são grandes, outros têm a grandeza lançada sobre eles."
" O medo era a emoção mais fácil para se trabalhar."
" A negação dá lugar à aceitação; a aceitação gera dependência."
" Não havia nada como um cenário de destruição para fazer todo mundo brincar de seguir o líder."



Depressão pós-livro: 90%
Avaliação Final: 100%
      

20 comments:

  1. Adorei essa resenha, adoro os livros do Stephen King, já tinha ouvido falar sobre esse mas nunca tinha lido sobre a história, me interessei muito e vou procurar pra ler! Beijos, Bruna. http://chanelfakeblog.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá :)
      É, ele é um ótimo autor! Procure ler sim! Beijinhos

      Delete
  2. nossa, quero muuuito ler esse livro!! nem olhei a série ainda, porque sempre prefiro ler antes... e amo Stephen King! <3
    champagne supernova

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá :)
      Leia siimm! O livro é bem melhor, a série foge bastante da história :/ Beijinhos

      Delete
  3. Amei a resenha!
    Estou muito interessada nesse livro, vou lê-lo e tentar ver a série depois ^^
    Beijos!
    http://btocadoslivrom.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá :)
      Ahn, obrigada! Faça isso sim!
      Beijinhos

      Delete
  4. Eu amo os livros do Stephen King, estou lendo o enorme "A Dança da Morte" depois que eu assisti a série. Agora eu quero muito ler esse livro!!!! Ótima resenha.

    http://gotinhasesperanca.blogspot.com

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá :)
      Esse é outro ótimo livro dele!! Obrigada Beijinhos

      Delete
  5. Amei *o*
    http://blogueirosemdepressao.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
  6. Decidi conhecer o enredo do livro pela sua resenha e não me arrependo. Ótima estória. Quem sabe um dia deixo a preguiça de lado, e encaro essas quase mil páginas? Quem sabe? Muito Bom.

    Literatura Sentimental
    Marcelo

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá :)
      Obrigada! Leia sim, mil páginas que valem a pena! Um abraço

      Delete
  7. Eu AMO este livro!! Foi o primeiro que li este ano e valeu pro ano todo!!
    A resenha ficou ótima!! Parabéns!!

    Adorei!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá :)
      Poxa, que ótimo saber que teve uma experiência boa com o livro como eu. Obrigada!
      Beijinhos

      Delete
  8. Achei bem interessante e diferente! Nunca tive nenhuma leitura que ameaça-se e vida humana, e gostei da sinopse e da resenha também!!!

    Beijocas Stéf http://meudiva1.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá :)
      É sim, isso é o que me chamou atenção na sinopse. Obrigada linda! Beijinhos

      Delete
  9. Oi Stéfane, tudo bem?
    Quero muito ler esse livro já faz um tempo, mas ainda não consegui adquiri-lo, amei a resenha e estou ainda mais curiosa em conhecer esse livro.
    Beijinhos
    T.P

    http://www.4youbooksmania.blogspot.com

    ReplyDelete
  10. Adorei a sinopse, me assustou um pouco mas Stephen King é Stephen King.
    Sua resenha ficou muito linda, me deu vontade ler esse livro e não foi só porque ele é do Stephen King um autor que eu adoro...
    http://amytagava.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá:)
      É verdade, ele é um mestre em ficção. Obrigada! Beijinhos

      Delete