Thursday, February 14, 2013

Lua Nova, por Stephenie Meyer


    Sinopse
     ''Para Bella Swan, há uma coisa mais importante do que a própria vida: Edward Cullen. Mas estar apaixonada por um vampiro é ainda mais perigoso do que ela poderia ter imaginado. Edward já resgatara Bella das garras de um mostro cruel, mas agora, quando o relacionamento ousado do casal ameaça tudo o que lhes é próximo e querido, eles percebem que seus problemas podem estar apenas começando...
Legiões de leitores que ficaram em transe com o best-seller "Crepúsculo" estão ávidos pela seqüência da história de amor de Bella e Edward. Em "Lua nova", Stephenie Meyer nos dá outra combinação irresistível de romance e suspense com um toque sobrenatural. Apaixonante e cheia de reviravoltas surpreendentes, essa saga de amor e vampiros segue rumo à imortalidade literária.''

     Lua Nova continua com a mesma magia de Crepúsculo, porém, uma vez que o que eu chamaria de 'graça' da história, é a relação entre Edward e Bella, Lua Nova perdeu um pouco dessa graça, por grande parte da história, o personagem não estar presente.
No final, esse contexto acaba sendo importante para uma melhor aproximação entre ambos, e até mesmo o firmamento de uma relação mais madura,
Mas, de qualquer forma, acaba sendo um choque para o leitor essa ausência, e o surgimento de Jacob, situação que é mais aceita mais pro fim do livro; tanto que, quando Bella foge ao encontro de Edward e deixa Jacob, sente-se aquela 'pontada' de perigo, coisa que não aconteceria no início.
     Achei o 'surgimento' de Jacob na história muito forçado ; não exatamente o surgimento, mas o fortalecimento dele na história. O desenrolar, no meio do livro tem uma leitura muito parada, sem mistério ou aquele suspense de Crepúsculo.
     Em compensação a tudo isso, o final de Lua Nova, o clímax é SENSACIONAL! Arriscaria-me a classificá-lo ao nível do desfecho da história, em Amanhecer. Neste, a magia foi devolvida á história, que há muito tempo já dava saudade. Foi um momento de tirar o fôlego, e de muitas surpresas.

Trecho: “ Mas como pôde acreditar em mim? Depois de todas as milhares de vezes que eu disse que a amava, como pôde deixar que uma palavra anulasse sua fé em mim?” - Edward

Depressão pós-livro: Assim como Crepúsculo, só não causou depressão por causa de Eclipse, a continuação.

Avaliação Final : 98%

No comments:

Post a Comment